PUBLICIDADE
Topo

GV CULT - Criatividade e Cultura

Antologia de poemas (II)

GvCult - Uol

02/08/2022 06h13

Por Bernardo Buarque de Hollanda

Engenho das lágrimas

Rústico e precário é o engenho,

Descascado pelo tempo.

Na Posse dos Coqueiros fica,

Fazenda de meu avô.

Vovô, que viveu em chácara,

Que gostava de bichos.

Das vaquinhas holandesas, qual seu sobrenome,

Alvas e avermelhadas.

Dos cavalos com nomes de cor:

Baião, Veludo, Dourado.

Das cantigas repetidas,

Dos versos recitados.

O pequenino monjolo mói lembranças, mói lágrimas.

 

Flor livre

Se pétalas são asas,

Borboleta é flor que voa.

 

Desaprumado

Céu azul cristal, sem flocos de nuvem no ar.

Nos fundos de uma casa, estendem-se roupas em um varal.

Cor de canela, um passarinho pousou ali.

Deu rodopios no cordel, ganhou afeição ao lugar.

Em vaivéns, canelinha ziguezagueou por entre as blusas,

Os lençóis, as toalhas.

Com um voo rasante, respingou-se na água de uma bacia,

Pequenina bacia.

Ante o alvoroço do passarinho, a dona da casa bradou:

– Arre, desaprumado!

 

Sobre o editor

Guilherme Mazzeo é coordenador institucional do GvCult, graduando em Administração Pública pela FGV-EAESP. Um paulista criado em Salvador, um ser humano que acredita na cultura e na arte como a direção e o sentido para tudo e para todos. A arte é a mais bela expressão de um ser humano, é a natureza viva das coisas, a melhor tradução de tudo. Só a cultura soluciona de maneira sabia e inteligente tudo, a cultura é a chave para um mundo melhor, mais justo, livre e próspero! Devemos enaltecer e viver nossas culturas de forma que sejamos protagonistas, numa sociedade invasiva e carente de: vida, justiça, alegria e força.

Sobre o Blog

O GV Cult – Núcleo de Criatividade e Cultura da FGV desenvolve atividades de criação, fruição, gerenciamento, produção e execução de projetos culturais e de exercícios em criatividade.